EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Avaliação de Desempenho Estocástico e Determinístico de Controladores PID e Preditivo: aplicação a um Reator de Hidrotratamento.

Autor: Alain Cognac Carelli.
Orientador: Maurício Bezerra de Souza Junior.

Resumo

Todo sistema de controle, com o passar do tempo, perde seu desempenho se não houver um suporte e monitoramento da sua resposta, acarretando em retornos minorados. Os controladores mais confiáveis são os providos de sistemas complementares que possibilitam identificar quedas no desempenho, diagnosticá-las e solucioná-las. Também na fase de projeto do controlador é importante simular o processo e avaliar o maior conjunto possível de alternativas de controle nesta simulação, provendo um maior embasamento à decisão.

Paralelamente, a adoção de especificações mais baixas do teor de contaminantes nos óleos combustíveis tem impulsionado investimentos em refinarias de petróleo com o objetivo de garantir uma maior remoção de compostos indesejados, como os sulfurados e os nitrogenados. Dessa forma, unidades de hidrotratamento estão sendo aprimoradas e desenvolvidas com novas tecnologias para o seu monitoramento e controle. Adicionalmente, o custo operacional do hidrotratamento é bastante elevado, agravando-se, principalmente, quando não há uma otimização no tempo de vida do catalisador, que é prejudicado por um controle ineficiente.

Os objetivos deste trabalho foram analisar a resposta de controladores de realimentação em comparação com preditivos - avaliando seus desempenhos determinístico e estocástico - e, na sequência, proceder ao monitoramento e diagnóstico de desempenho do controlador preditivo.

O estudo foi aplicado ao controle do primeiro leito de um reator de hidrotratamento de diesel, simulado a partir de um modelo fenomenológico. Os controladores de realimentação foram sintonizados por diferentes métodos, desde heurísticos até baseados em modelo interno. O controle preditivo utilizado no estudo foi o Controle Preditivo Generalizado (GPC), baseado em modelo interno auto-regressivo, integrado e de média móvel.

O desempenho determinístico foi avaliado através das integrais ao longo do tempo do produto do tempo pelo erro absoluto (ITAE) e da variação quadrática das ações de controle; e o desempenho estocástico foi analisado com base no índice de desempenho normalizado, na variabilidade da variável controlada e na variação quadrática das ações de controle.

Em relação ao controlador preditivo, estudou-se ainda a relação entre seus desempenhos e variações na trajetória de referência e no modelo interno, procedendo-se ao monitoramento e diagnóstico de seu desempenho com dois índices gráficos: índice do referencial histórico e índice de desempenho baseado no modelo.

Como resultado, constatou-se, para os cenários estudados, que o GPC foi o controlador que melhor contrabalanceou os desempenhos determinístico e estocástico. Adicionalmente, reduções no desempenho do controlador GPC puderam ser identificadas, sendo suas causas discriminadas. Tais resultados se aplicam a vários outros processos químicos, uma vez que a malha investigada apresenta dinâmica de 1ª ordem com tempo morto, típica desses processos.

Inscrições abertas para mestrado até 04/07/2018