EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Aplicação de Tecnologia Enzimática na Obtenção de Beta-Caroteno a partir de Óleo de Buriti (Mauritia vinifera).

Autor: Bernardo Dias Ribeiro.
Orientadores: Maria Alice Zarur Coelho, Daniel Weingart Barreto.

Resumo

O β-caroteno é utilizado como corante alimentício ou como complemento nutricional, por ser a principal fonte de pró-vitamina A. Estima-se que o mercado mundial de carotenóides, que em 2005 foi de 887 milhões de dólares, irá crescer 3% ao ano, quebrando a barreira de 1 bilhão de dólares em 2009, sendo o β-caroteno responsável por quase 30% deste mercado.

A maior parte do β-caroteno vendido no mundo é obtida por síntese química a partir da β-ionona, mas uma pequena parte é produzida por processos biotecnológicos, utilizando diferentes microorganismos, tais como fungos filamentosos (Blaskelea trispora e Phycomyces blaskeleeanus), leveduras (Rhodotorula glutinis), bactérias (Flavobacterium multivorum) e microalgas (Dunaliella salina e D. bardawil). Alguns frutos oleaginosos como o dendê (Elaeis guineensis) e o buriti (Mauritia vinifera) apresentam um alto teor de carotenóides, principalmente de β-caroteno.

O buriti é uma palmácea que cresce em diversas áreas do Brasil, e apresenta diversos usos tradicionais, como na preparação de refrescos e doces da região Amazônica. O recente interesse em novas fontes naturais de β-caroteno têm estimulado o desenvolvimento de processos para a extração do óleo rico em carotenóides do buriti. A maior parte desses processos, entretanto, ainda é baseada em tecnologias convencionais que incluem a secagem e a prensagem do óleo da polpa.

O presente trabalho trata da caracterização inicial do óleo bruto e refinado de buriti, incluindo a determinação dos insaponificáveis, e posteriormente a hidrólise enzimática de ambos os óleos, para a posterior extração e concentração de β-caroteno.

Na etapa de hidrólise foi avaliado o desempenho de duas lipases comerciais, Lipozyme TL IM e CALB L, e também de uma lipase produzida em laboratório originada de Yarrowia lipolytica. Os parâmetros avaliados no processo de extração foram: temperatura, quantidade de enzima (atividade enzimática) e relação substrato (óleo de buriti) / água.

As condições experimentais foram estabelecidas através de um planejamento estatístico de experimentos, de forma a se otimizar seus valores em função do maior rendimento de ácidos graxos livres e a perda mínima de carotenóides durante o processo. Os resultados foram analisados em relação ao teor de ácidos graxos livres por titulação; carotenóides totais por espectrofotômetro e composição de carotenóides totais por HPLC, utilizando coluna YMC ODS-A com fase móvel de acetonitrila/metanol/THF (50/45/5).

Na caracterização do óleo bruto, os resultados foram similares aos já encontrados na literatura, mas o óleo refinado apresentou apocarotenóides, que são formados durante o processo de refino de óleos vegetais. As condições ótimas de hidrólise enzimática foram diferentes para cada óleo, onde a lipase Lipozyme TL IM apresentou uma atividade lipolítica superior às demais.