EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Minimização do Consumo de Água e da Geração de Efluentes Aquosos - Estudos de Casos.

Autora: Sara Vasconcelos Marques.
Orientadores: Fernando Luiz Pellegrini Pessoa, Eduardo Mach Queiroz.

Resumo

A água é um recurso natural fundamental para a manutenção da vida no planeta Terra e para o funcionamento dos demais ciclos e funções naturais. A sua escassez já é uma realidade em alguns países. O descarte de efluentes líquidos também tem sido motivo de preocupação para as indústrias, uma vez que as leis ambientais estão cada vez mais severas. Em vista disso, esta dissertação apresenta estudos visando a minimização do consumo de água industrial e descarte, nos segmentos de celulose e papel, alimentos (suco cítrico), têxtil e petroquímica.

O DFA é um procedimento algorítmico heurístico, de fácil aplicação, que leva em consideração as restrições da planta e não faz grandes mudanças no processo existente, além de permitir cálculos manuais. O procedimento é aplicado sob as mesmas condições que as demais tecnologias existentes e também para propor outros cenários não vislumbrados anteriormente.

Foram desenvolvidos diversos cenários utilizando o procedimento Diagrama de Fontes de Água (DFA) que mostraram-se favoráveis na redução significativa do consumo deste recurso natural, consolidando o método.

Na indústria de celulose e papel, o terceiro caso estudado se destacou pela redução de água alcançada: 89,5% para máximo reúso e até 100% para regeneração e reúso, com uma economia de 80% (máximo reúso) e 91,6% (regeneração e reúso) nos custos totais anuais.

Na indústria de suco cítrico e na indústria têxtil, a redução alcançou 24,5% e 17,9% para máximo reúso e para regeneração com reúso, a redução foi de 31,4% e 50,8% (com reúso e reciclo), respectivamente.

Na indústria petroquímica, para simples contaminante, a redução foi de 13,2% e 20,4% para máximo reúso e regeneração e reúso com restrições, respectivamente; para múltiplos contaminantes a redução foi de 22,1%. Todos os cenários gerados apresentaram boas indicações de viabilidade econômica.

Inscrições abertas para mestrado até 04/07/2018