EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2011

Monitoramento Tecnológico de Ésteres de Sacarose.

Autora: Flávia Souza da Silveira Cavalcante.
Orientadores: Peter Rudolf Seidl, Estevão Freire.

Resumo

O aumento significativo dos preços do petróleo, a expectativa de diminuição das reservas e as crescentes preocupações com as questões ambientais reforçam a necessidade de se buscar fontes alternativas e renováveis de matérias-primas.

A presente dissertação tem como principais objetivos estudar a sacarose como matéria-prima na geração de diferentes produtos químicos de alto valor agregado, com ênfase nos ésteres de sacarose e analisar a sustentabilidade desses derivados com base nos 12 princípios da Química Verde, como forma de estimular os investimentos nesse setor, contribuindo para o desenvolvimento de uma indústria química independente e de base renovável.

Foi realizado um estudo prospectivo, por meio da análise de artigos e patentes voltados para a síntese dos sucroésteres, visando acompanhar as tendências e o desenvolvimento tecnológico do setor. Os resultados mostraram um baixo número de artigos e patentes em processo, o que não condiz com o potencial tecnológico da sacarose.

As bases de artigos consultadas, Web of Science e Science Direct, indicaram que a maior parte dos artigos foi publicada pela França e Espanha e que a síntese enzimática foi a mais utilizada, empregando, preferencialmente, lipases como biocatalisadores. Ambas as bases de patentes consultadas (INPI e USPTO) apontaram os EUA como o principal país depositante. Entretanto, foi observado que nenhuma patente referente a ésteres de sacarose foi depositada nos três últimos anos no INPI; situação semelhante foi constatada na base do USPTO, onde a última patente, referente à síntese de sucroésteres, foi depositada em 1998, ou seja, há mais de uma década. Esses resultados evidenciam o baixo desenvolvimento científico e tecnológico nessa área, justificando a dificuldade em se encontrar informações sobre o assunto.

Quanto à sustentabilidade, o estudo mostrou que os processos químicos mais sustentáveis estão focados em sínteses mais "limpas", econômicas e em única etapa, com ênfase na reação de Mitsunobu, na síntese livre de solventes orgânicos, no uso de solventes "verdes" (CO2 supercrítico) e de técnicas energéticas eficientes, como a irradiação de ultrasom e microondas.

Inscrições abertas para mestrado até 04/07/2018