EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Avaliaçao da Influência da Temperatura de Corte sobre as Frações Asfaltênicas.

Autora: Viviane de Souza Lima.
Orientadora: Érika Christina Ashton Nunes Chrisman.

Resumo

O petróleo sofre uma série de processos nas refinarias a fim de elevar seu potencial energético, já que no seu estado bruto apresenta poucas aplicações. A maioria deles envolvendo aquecimento, como a destilação atmosférica ocorrida durante o refino.

Os asfaltenos são uma mistura complexa de compostos pesados que causa graves problemas desde a produção até o refino do petróleo gerando grande impacto econômico. Buscando minimizar estes problemas, pesquisadores têm cada vez mais investido no conhecimento da estrutura molecular e estabilidade dos asfaltenos, no entendimento de suas propriedades físico-químicas e no desenvolvimento de metodologias que impeçam sua precipitação indesejada.

Nesta dissertação, procurou-se identificar as diferenças observadas nos parâmetros moleculares médios dos asfaltenos obtidos durante a simulação da destilação atmosférica no laboratório, em 5 temperaturas diferentes. Mudanças significativas foram observadas nas estruturas de cada uma das frações, obtidas de dois petróleos intitulados de A e B, principalmente nas temperaturas de corte mais elevadas.

A extração e a quantificação do teor dos asfaltenos foi realizada utilizando-se a norma ASTM 6560-00 e a caracterização dos asfaltenos foi realizada através das técnicas analíticas de: análise elementar, infravermelho e ressonância magnética nuclear de 1H e 13C.

Foram observadas modificações significativas em praticamente todos os parâmetros moleculares durante a destilação em diferentes temperaturas, usando como padrão o asfalteno do petróleo cru. Os resultados obtidos confirmam a ocorrência de oxidação com o aumento da temperatura de corte, provavelmente explicada pela aromatização dos anéis naftênicos e fechamento de cadeias laterais. Exemplos dos fatos ocorridos são apresentados através de propostas de estruturas representativas destas frações.

Inscrições abertas para mestrado até 04/07/2018